imprimir

Cédula não oficial

  • “[...] Votação. Cédula não oficial. Fraude. A existência de uma única cédula que não corresponde ao modelo oficial não é motivo suficiente para anular toda a votação, se não resulta de fraude comprovada, inexistindo, ademais, demonstração de prejuízo.”

    (Ac. nº 10.797, de 27.6.89, rel. Min. Miguel Ferrante.)

     

    “1. Cédula. Falta de todos os elementos materiais para a marcação do voto. Inexistência de prejuízo para o eleitor. 2. Exame da manifestação do eleitor. Verificação pelo TRE. [...]”

    (Ac. nº 10.793, de 20.6.89, rel. Min. Roberto Rosas.)

     

    “Eleição municipal. Anulação. Fatos não comprovados. Omissão de nome de partido em cédula não oficial. Não restando provados as alegações do recorrente e não sendo oficiais as cédulas apresentadas com a omissão de partido concorrente, mas apenas papéis usados por candidatos para propaganda eleitoral, nega-se provimento ao recurso ordinário.”

    (Ac. nº 10.757, de 11.5.89, rel. Min. Bueno de Souza.)